Sony Alpha 7 III

Lançada originalmente no final de 2013 (!), a Sony Alpha 7 foi uma pedrada no charco do mundo da fotografia digital: a primeira câmara mirrorless fullframe do mundo. Apenas um ano depois, a Sony voltaria a inovar com a Alpha 7 II, melhorando a proposta inicial com o primeiro estabilizador de imagem integrado (também conhecido por IBIS, iniciais de In-Body Image Stabilization) no corpo de uma câmara deste género; e a α7 Mk III surgiria em 2015, com mais uma série de melhorias significativas, entre elas a capacidade de gravar vídeos 4K.

Para 2020 está previsto o anúncio de uma α7 Mk IV, mas à data deste post, tal ainda não sucedeu. Porquê, então, falar da Sony α7 como algo que provoca luxúria tecnológica? É que, ao contrário do que sucede com outras marcas, cujos modelos antigos desaparecem rapidamente do mercado, podemos hoje comprar uma A7 ou uma A7II – novas! – a preços muito interessantes.

Quanto interessantes? Bem considerando com uma α7III nova é coisa para 2.000 euros (só o corpo, sem objetiva), hoje uma α7II (mais apetecível do que a α7, por já possuir IBIS) pode ser adquirido por menos de 1000 euros já com uma objetiva zoom 28-70mm. E, com o iminente anúncio de uma Mk IV, o mais certo é todos estes preços descerem – incluindo até o da Mk III.

Ou seja, aquilo que era, até há bem pouco tempo, uma máquina profissional, para profissionais e com um preço a condizer, está hoje ao alcance dos amadores avançados e com orçamentos menos robustos. Techno Lust indeed...
 

Techno Lust Design by Insight © 2009